3 de jan de 2019

Criança Interior



Muitas pessoas adultas chegam até o consultório de psicologia com uma infinidade de sintomas como culpa, vergonha, depressão, baixo autoestima e com comportamentos autodestrutivos. E esses sintomas podem estar relacionados com traumas que trazemos da nossa infância.

O conceito "Criança Interior" evoluiu através de técnicas psicanalíticas, através das livres associações feitas durante a terapia, ocorre frequentemente uma catarse emocional intensa de lembranças traumáticas da infância. À medida que os pacientes vivenciam esse processo de recordação e liberação emocional, podem ocorrer mudanças terapêuticas e melhora clínica.

É claro que a realidade dos eventos passados não mudam, o que se altera são as reações internalizadas do adulto à aqueles eventos traumáticos. A intenção é que a pessoa se sinta capaz de liberar a dor, livrar-se da mágoa e dar um novo significado. Exige que a relação entre a pessoa com seu psicólogo seja de extrema confiança para que esse trabalho seja bem sucedido.

Escrever esse breve texto, me fez lembrar de um vídeo que retrata um trecho de um processo psicoterapêutico. Não traz especificamente traumas da infância. Mas demonstra a atuação do terapeuta, aplicando uma técnica para facilitar que a paciente converse com sua criança. Eu particularmente adoro esse vídeo: 




Caso você se identifique sobre o que eu escrevi ou sobre o que assistiu nesse vídeo, e perceba a importância de ocorrer ajuda especializada, recorra a um experiente psicólogo ou psicóloga. É um excelente investimento para a sua qualidade de vida.

Abraços

Fernanda Mion
Psicóloga Clínica 



Criança Interior

Muitas pessoas adultas chegam até o consultório de psicologia com uma infinidade de sintomas como culpa, vergonha, depressão, baixo auto...

Postagens mais visitadas