16 de ago de 2013

Exercício de gratidão

Fonte da imagem: Google

Leitor,

Certa vez postei em uma das minhas redes sociais, uma frase que costumo dizer: "A gratidão nos aproxima do amor".

Reflita se você também percebe isso... Pense no sentimento de gratidão e traga à sua mente momentos felizes, lembranças de pessoas amadas ou lugares que você gosta. Traga em imagens, sons e sentimentos estes momentos e perceba o sentimento de gratidão tomar conta de você. Provavelmente você sentirá de imediato uma sensação prazerosa de bem-estar e felicidade.

Um dos exercícios que a Psicologia Positiva traz para diminuirmos a depressão e ainda aumentar o bem-estar é a VISITA DE GRATIDÃO.

Sua tarefa é escrever uma carta de gratidão a alguém e entregá-la pessoalmente para fortalecer seu relacionamento. Vou descrever abaixo:

Feche os olhos. Traga à mente o rosto de alguém ainda vivo que fez ou disse algo que mudou a sua vida para melhor e que você poderá visitá-la.

Informe-a sobre o que está fazendo agora e mencione que se lembra frequentemente do que ela fez. No encontro pessoal, leia a carta em voz alta e depois discutam o conteúdo e seus sentimentos um pelo outro.

Você poderá realizar com quantas pessoas sentir vontade. Caso queira, a carta de gratidão pode ser escrita a alguém que já tenha falecido. Escreva e imagine a visita de gratidão. Posteriormente, guarde-a em um local especial.

Quando praticar este exercício, perceberá o sentimento de gratidão e amor invadirem seu coração e seu corpo sentirá uma enorme sensação de bem-estar. Pode acreditar! Falo por mim!

Observação: Este exercício foi extraído do livro Florescer de Martin Seligman (página 41)

Um abraço

Fernanda Mion

Exercício das Três Bênçãos

Fonte da imagem: Google

Olá,

Você já reparou como nós seres humanos somos focados a pensar mais naquilo de ruim que acontece em nossa vida, do que naquilo que é bom?

É claro, que precisamos sim analisar o que acontece de ruim para evitar novos acontecimentos e aprendermos com tais experiências, porém, sabendo desta tendência que temos, é necessário exercitar foco nos acontecimentos bons e assim, evitar depressão e ansiedade.

Um dos exercícios propostos pela Psicologia Positiva é chamado de "Três Bênçãos", que consiste em: 

Toda a noite, ao longo da próxima semana, reserve dez minutos antes de ir dormir. Escreva três coisas que deram certo hoje e por que deram certo. Você pode usar um diário ou seu computador para escrever sobre os acontecimentos.

Essas três coisas não precisam ser nada de espetacular em termos de importância ou pode ter muita importância. Exemplos:

"Ao voltar para casa do trabalho, meu marido trouxe meu sorvete preferido para a sobremesa"
"Minha irmã deu à luz um menino saudável"

E ao lado de cada evento positivo, responda à pergunta: "Por que isso aconteceu?". Continuando com o exemplo do marido que trouxe o sorvete, escreva respondendo: "porque meu marido às vezes é realmente atencioso" ou "porque me lembrei de telefonar para ele do trabalho e pedir-lhe para passar no supermercado". No exemplo da irmã, você pode responder como causa: "Deus estava cuidando dela" ou "Ela fez tudo certo durante a gravidez".

Faça durante uma semana e perceba como você se sente. Estudos comprovaram que a pratica deste exercício minimiza a depressão e traz felicidade.

Caso você queira compartilhar os resultados com a pratica deste exercício, envie um e-mail para fernanda.mion@gmail.com. Ficarei imensamente feliz!

Observação: Este exercício foi extraído do livro Florescer de Martin Seligman (página 45)

Um abraço,

Fernanda Mion

Psicologia Positiva

Caro leitor,

Um dos meus estudos dentro da psicologia está sendo direcionado para uma recente especialidade chamada Psicologia Positiva.

Um dos livros que estou estudando, chama-se Florescer do autor Martin Seligman, que é um dos nomes mais importantes nesta especialidade.

Em seu livro, ele traz uma série de exercícios que traz bem-estar para a mente e consequentemente para o nosso corpo, afinal, mente e corpo estão ligados!

Conforme vou estudando e praticando estes novos ensinamentos, vou postar frases com dicas, imagens e exercícios em meu blog e também em minhas redes sociais.  É importante ressaltar que todos estes estudos são comprovados cientificamente.

Fique à vontade para acompanhar, ficarei imensamente grata!

Se quiser saber mais, o livro mencionado é este aqui:


Um abraço,

Fernanda Mion

Trabalhe Feliz

Fonte da imagem: Google

Trabalhe com aquilo que te faz feliz!

Feche os olhos por alguns momentos e busque em sua mente a sua MISSÃO... Traga imagens, sons, sentimentos...

E então, trace o caminho em direção a ela...

Se for, ajudar aos outros, escolha uma função onde você se se sinta ajudando...

Se for, ficar mais sozinho, busque uma função onde você não necessite estar em contato com outras pessoas a todo momento...

... enfim

Lembre-se de que você é o PROTAGONISTA da sua VIDA, então, seja o roterista do seu filme. Quando uma situação não está boa, busque novas direções focado naquilo que você quer.

Caso você esteja desempenhando um trabalho cujo não se sinta feliz... faça este exercício em busca da sua missão e converse com pessoas, busque novas possibilidades, vagas e o que mais puder fazer para MUDAR. Lembre-se de que não adianta querer resultados diferentes se fazemos sempre as mesmas coisas, portanto, siga em direção daquilo que faz seu coração VIBRAR...

Um abraço

Fernanda Mion

2 de ago de 2013

Compulsão alimentar


Olá,

Respondi algumas questões sobre Compulsão alimentar para a repórter kelli da revista Shape, http://revistashape.uol.com.br/. Confira:


1) Quais fatores podem levar uma pessoa a ser compulsiva por comida?

Os fatores são variados, o que a ciência conseguiu comprovar até o momento é que alimentos como: doces,pães, salgadinhos, entre outros. Liberam substâncias que agem no bem estar emocional, fornecendo  uma sensação imediata de prazer. Só que, como a liberação destas substâncias agem em nosso corpo em curto prazo, logo o compulsivo precisará mais destes alimentos e se torna dependente.
Eu acredito que tenha haver com mais hábitos adquiridos ainda na infância, associados a problemas de origem emocional e os sentimentos mais recorrentes são: tristeza, raiva, tédio, sensações causadas por ansiedade, sentimentos de frustração, entre outros.

2-) Quais sinais da compulsão? Como identificá-los?

Percebo que o hábito de comer compulsivamente parece um ciclo, os episódios vem acompanhados de uma sensação de falta de controle, a pessoa come grandes quantidades de comida e de forma rápida, sem conseguir parar mesmo quando já saciada e posteriormente vêm sentimentos de culpa e vergonha.

3-) Existe uma média de pessoas, (a cada 10, por exemplo )  são compulsivas e as causas mais profundas da compulsão por comida?

Pesquisas realizadas em outros países demonstram que a compulsão alimentar acomete cerca de 1,5% da população adulta. Em relação aos obesos, os estudos revelam, que estes números podem subir para 12%. Para os obesos, considerados grau três, aqueles que são candidatos para a redução de estômago, este número está entre 25 e 50%. As causas deste transtorno ainda são desconhecidas. Porém, já se sabe que 50% das pessoas, têm depressão.

4-) Como deve ser o tratamento? Existem remédios?

O ideal é que haja um tratamento multidisciplinar, que inclui o médico, o psiquiatra, endocrinologista, um nutricionista e o psicólogo. O psiquiatra, provavelmente será o responsável em prescrever a medicação. A finalidade dos remédios, é de liberar substâncias que possam causar efeitos similares ao prazer de comer, diminuindo assim a necessidade da ingestão de alimentos. O endocrinologista, para acompanhar os riscos da obesidade no organismo. O nutricionista, para restabelecer um hábito nutricional mais saudável e o psicólogo que através de técnicas, ajudam a eliminar as causas emocionais e também atuam no reforço para a  conquista de uma reeducação alimentar.

5-) Podemos tratar a compulsão como doença? Como ela age no corpo?

A compulsão por alimentos é considerada um transtorno, e como a causa é emocional, ela ocorre porque a pessoa normalmente está depressiva ou não consegue controlar a ansiedade que são consideradas doenças psíquicas.
Acontece que o compulsivo por alimentos pode adoecer, porque a consequência de comer em excesso causa obesidade, e com isso, está vulnerável à todos os riscos que o obeso pode sofrer como: diabetes, infarto, pressão alta, complicações cardíacas, problemas osteomoleculares e articulares. Além disso, pela ingestão exagerada de alimentos a pessoa pode adquirir problemas gástricos.

6-) A compulsão é causa frequente da obesidade?

Eu diria que a obesidade é causa frequente da compulsão. A maioria das pessoas que comem de forma compulsiva ganham peso, no início a pessoa pode ter algum sobrepeso e se a compulsão for levada por um longo tempo, é inevitável, a pessoa passará a ser obesa pela grande quantidade de alimentos ingeridos.

7-) Qual a faixa etária que a compulsão por comida atinge mais frequentemente?

Estudos apontam que a compulsão alimentar ocorre com mais frequência na segunda ou terceira década da vida do ser humano. As mulheres procuram mais ajuda especializada comparada aos homens.

8-) Algo mais importante a acrescentar?

É importante ressaltar que a compulsão alimentar tem cura, assim como outras compulsões como o tabagismo por exemplo. Pode ser mais fácil do que a pessoa imagina! O sucesso dos tratamentos dependerá da vontade das mudanças, a partir daí os profissionais especializados se dedicarão através através das suas respectivas técnicas a elaborar um plano de ação que irá ajudar a pessoa a dar um novo significado para as emoções, a se reeducar e assim e manter novos hábitos.

O que acontece na primeira consulta psicológica | Vídeo com a psicóloga Fernanda Mion

Olá, tudo bem? Neste vídeo eu conto para vocês o que acontece na primeira consulta psicológica. Sei que ir a uma consulta pode ser motiv...

Postagens mais visitadas