10 de jan de 2012

Entrevista com o tema: Mulheres independentes

Olá,

Colaborei em uma entrevista realizada pela repórter Ilana Ramos do portal Maisde50.com.br. Clique no link e leiam como ficou o seu texto:

http://www.maisde50.com.br/editoria_conteudo2.asp?conteudo_id=8584

Abaixo, segue a entrevista na íntegra:


Antes, acreditava-se que todas as mulheres tinham o sonho de casar. Isso é verdade ainda nos dias de hoje? O que mudou?

Acredito que sim para algumas mulheres, para outras não. O fato é que não podemos generalizar. O que acontecia antigamente, é que era cultural a mulher conhecer seus companheiros ainda jovens, eles por sua vez trabalharem e as mulheres cuidarem das casas e dos filhos. Muitas destas mulheres não se incomodavam com isso e se sentiam felizes assim. Outras nem tanto. Nos tempos atuais, o mercado de trabalho expandiu para as mulheres, que se destacam cada vez mais e ganham espaços que até então eram somente dos homens. Esta conquista atrai o gosto de um determinado número de mulheres que prioriza os estudos, a carreira e prorrogou o tempo para se formar uma família.

Relacionamentos de mulheres maduras que não querem casar são mais superficiais do que aqueles de mulheres que sonham em ainda subir ao altar?

Acredito que não é a idade da mulher que determinará o grau de envolvimento nos relacionamentos, mas sim a maturidade em sua personalidade. Conhecer-se bem e saber quais são as suas prioridades farão com que a mulher seja feliz independente de qual seja o seu estado civil.

No caso das mulheres divorciadas com mais de 50 anos de idade, o que poderia contar mais na hora de decidir por não casar novamente: independência, algum trauma do relacionamento anterior, questões financeira?

Em minha opinião todas estas citadas e ainda crenças que possam impedir a pessoa de se envolver novamente, como por exemplo: preocupações excessivas com opiniões dos filhos, familiares, amigos, vizinhos e etc; Além disso, crenças que demonstram falta de auto estima e confiança, onde a pessoa não sente-se merecedora de ser feliz novamente ou de conquistar alguém e a ainda medo ou ansiedade com pensamentos que impedem de tomar ações, como por exemplo: será que vai dar certo?

Quais seriam as vantagens para a mulher madura da opção de não mais subir ao altar?

Acredito que as vantagens poderão ser sentidas quando a mulher que tomou a decisão de não se casar, está bem com ela mesma e com sua opção. Assim, seus sentimentos irão de encontro com sua filosofia de vida.   


Espero que tenha gostado!


Abraços


Fernanda Mion                             

5 de jan de 2012

Pensamento positivo

Fonte da imagem: Google
Eu e o meu filho Fernando de 11 anos gostamos muito de conversar a respeito da vida, como ele me disse ainda hoje, nós gostamos de filosofar!

A conversa que tivemos hoje foi sobre pensamento positivo.

Ele me disse que não acredita que é só pensar positivo que coisas boas acontecem, ouvi o que ele pensa a respeito e por fim concordamos que é importante demais pensar, visualizar, sentir, ouvir sobre tudo o que almejamos para nossas vidas. Pode ser relacionado à saúde, vida pessoal, profissional, metas financeiras, enfim, focar a atenção no que se quer possibilitará ativar a nossa acuidade sensorial para perceber as oportunidades e alternativas que estão a nossa volta.

Para meu filho que sonha em ser um jogador de futebol, talento, dedicação, determinação, concentração, foco e visualizações mentais positivas através do pensamento, são fundamentais para conseguir driblar as incertezas, ansiedade, pressão e ainda definir as estratégias para se conquistar uma vaga em algum time.

Pensar positivo é pensar de maneira otimista sobre aquilo que se quer, é pensar sobre a meta e no como devemos proceder, agir e nos desenvolver em busca deste ideal.

Com o pensamento direcionado nas metas, ativamos um sistema em nosso cérebro chamado de Sistema Ativador Reticular. Este sistema nos impulsiona a focalizar nossa atenção nos planos já traçados em nossa mente. Como por exemplo: seu objetivo é passar em uma prova de concurso; você então pode imaginar em sua mente uma situação futura, onde nela você está atuando na área escolhida, você pode visualizar e sentir sensações como se você estivesse já atuando na área. Se estas sensações causaram em você um impacto emocional positivo, deixando bem claro que este é o seu sonho, sua meta, então transmita essa emoção em forma de um plano de ação. Pergunte-se: o que eu tenho que fazer para conquistar? Como eu tenho que fazer? Por que é tão importante para mim? Quando eu quero realizar?

Certamente você estará mais atento ao que acontece com você e ao seu redor, até mesmo para prevenir de uma forma mais analítica, possíveis situações ou impedimentos que possam afastar você do seu sonho.

Com os seus planos em mente, é possível que você esteja mais atento em conversas com pessoas que talvez possam te ajudar de alguma forma, esteja mais atento para superar qualquer obstáculo na conquista do seu sonho, e se errar ou alguma coisa não der certo, até aí o pensamento positivo é benéfico, pois o efeito positivo dos pensamentos diante dos fatos, faz com que encaremos o fracasso ou erro, como um aprendizado para prevenir erros futuros, e assim, teremos mais recursos internos para transformar qualquer sentimento de culpa ou arrependimento em superação e garra para a continua busca deste sonho.

Desejo do fundo do meu coração que mais pessoas possam pensar de maneira positiva e visualizarem coisas boas para suas vidas, para toda a humanidade e também para o planeta onde vivemos. Assim, cada vez mais, pessoas se beneficiaria em se sincronizar e se conectar com que aquilo que o Carl Jung* chama de Inconsciente Coletivo, e mais pessoas estariam focadas em contribuir com as pessoas mais necessitadas, com a sustabilidade do nosso planeta, sendo mais tolerantes em seus relacionamentos e consigo mesmo, educando seus filhos de maneira mais positiva, exercendo cidadania, traçando planos e estabelecendo meios para tudo isso.

E se você perceber que tem dificuldade de encarar o que lhe acontece de forma positiva, encontra dificuldade em tudo o que você faz ou irá fazer, acredita que o mundo e todas as pessoas estão contra você, que nada com você dá certo, recomendo que você procure auxilio em um processo de psicoterapia, para que você possa ressignificar seus sentimentos e com isso obter novas maneiras de pensar e se comportar diante da vida. É mais fácil do que você imagina!

Feliz vida!

* Inconsciente Coletivo foi a descoberta de Carl Gustav Jung, um psiquiatra que afirma que o inconsciente coletivo constitui-se de materiais comuns a todos os seres humanos.


Um abraço

Fernanda Mion

O que acontece na primeira consulta psicológica | Vídeo com a psicóloga Fernanda Mion

Olá, tudo bem? Neste vídeo eu conto para vocês o que acontece na primeira consulta psicológica. Sei que ir a uma consulta pode ser motiv...

Postagens mais visitadas