27 de jul de 2010

Formação do Autoconceito / Personalidade

Achei este material na internet, adorei a sua intenção positiva e resolvi publicá-lo.

Nos faz pensar na formação da personalidade de um ser humano. O quanto é importante elogiar e reforçar uma criança positivamente em oportunidades apropriadas.

É um material prático e didático. Seu foco é direcionado para crianças carentes em aspectos sociais e econômicos.

Espero que gostem e comentem sobre!

Muito obrigada



Beijos

19 de jul de 2010

Lei contra as Palmadinhas corretivas

Existem muitas pessoas que me perguntam como se deve punir um filho quando eles fazem alguma "coisa errada".

Primeiramente, costumo perguntar o que é esta "coisa errada". Afinal, se pensarmos que cada um de nós temos o nosso próprio modelo mental, o que significa coisa errada para mim, pode não ser para vc, entende!?!?

Assim como, pode não ser errado por um filho, afinal ele fez!!!

Penso que os principais atributos fundamentais para criarmos nossos filhos são com muito AMOR, AFETO, DEDICAÇÃO, PACIÊNCIA, ORIENTAÇÃO, HAMORNIA, EDUCAÇÃO, RESPEITO, CARINHO, VONTADE, DISPOSIÇÃO, SENSIBILIDADE... sentimentos e comportamentos que não combinam com as conhecidas "palmadinhas corretivas". Afinal quem foi que disse que "as vezes precisa", provavelmente foi alguém que já fez e que não teve recursos naquele determinado momento, para fazer diferente.

Conversar, conversar, conversar... é melhor do que qualquer castigo, é melhor do que qualquer punição...

E se de repente você sentir que não está mais com a situação controlada, procure ajuda de profissionais. Afinal, não é o filho "que tem que ter educação", muitas vezes os filhos ouvem isso e nem sabem o que é essa tal educação. Quem tem que ensinar à ele como se ter educação são os pais. E punir não é educar e sim ensiná-lo a punir, provavelmente da mesma maneira como você foi ensinado.

Este filme retrata exatamente este ponto.

Assistam e reflitam, é forte, mas vale muuuuito a pena!

Quanto a lei. Lamento que tenha que ser assim!

Beijos



16 de jul de 2010

YES, EU SOU PENELEIRA!

Alguns de vocês podem pensar: -"Peneleira, o q é isso?"

Para quem é praticante de PNL este termo é muito comum, é como se fosse um "adjetivo", sou psicóloga, mãe, corinthiana, feliz, amiga, fiel... e tantos outros;

Quando eu digo para mim mesma, EU SOU PENELEIRA, significa que estou completamente em congruencia com aquilo que acredito e que eu exerço em minhas missões. Vivo feliz, vivo realizada, contemplo toda beleza do nosso planeta, cada plantinha, cada detalhe...! Amo as pessoas, valorizo a minha respiração e conforme vou pensando em tudo isso, aiaiaiai... vou sentindo o meu peito encher de ar e sinto um amor imenso por mim e pela vida que habita em mim...

Nossa.. desabafei com vocês!! rsrsrs

Aquela frase do Gandhi é muito parecida com o momento em que vivo: "Temos que ser a mudança que queremos ver no mundo".
Para mim faz todo sentindo! Imaginem como eu poderia ajudar a todas as pessoas que me procuram se eu não estiver bem, se não estiver equilibrada emocionalmente?

Por isso EU SOU PENELEIRA! E é por isso que quero deixar sempre uma marca importante: Quero que todas as pessoas que eu conheço quando estiverem comigo, saiam melhor do que estavam... hehehe

AHHH e eu tenho uma dica: Se você quiser aumentar a sua autoestima por exemplo, procure dizer para você mesmo(a): EU SOU BONITO(A)!. E sinta essa beleza dentro de você, se veja com esta beleza, ouça pessoas te elogiando... e logo mais, quando você menos esperar... você adquiriu um hábito maravilhoso que é de se "valorizar", e tem mais, você poderá perceber também, que as pessoas irão notar o quanto mais belo(a) você está. Utilizando simplesmente esta simples atitude.

Se quer aumentar a sua autoconfiança, procure dizer para você mesmo(a): EU SOU CAPAZ! EU POSSO!. E faça o mesmo processo.

Transforme o seu diálogo interno, diga para você mesmo: EU SOU BONITO, EU POSSO, EU SOU CAPAZ, EU SOU INTELIGENTE, EU SOU CONFIÁVEL, EU SOU FELIZ, EU SOU ALEGRE, EU TENHO SAÚDE... E assim vai...

Nós atraímos aquilo que queremos e também aquilo que "não queremos", portanto: Foque o que você quer! E pense, sinta e viva isso!!

Grande beijo e um ótima sexta-feira chuvosa

12 de jul de 2010

CAPACIDADE


Conta certa lenda, que estavam duas crianças patinando num lago congelado. Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam despreocupadas. De repente, o gelo se quebrou, e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou.

A outra, vendo seu amiguinho preso e congelado, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim quebrá-lo e libertar o amigo.

Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:

- Como você conseguiu fazer isso?

É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!

Nesse instante, um ancião que passava pelo local, comentou:

- Eu sei como ele conseguiu!

Todos perguntaram:

- Pode nos dizer como?

- É simples - respondeu o velho.

- Não havia ninguém ao seu redor para lhe dizer que NÃO seria capaz.

Quanto de nós deixamos de fazer algo por não se sentir capaz em algum momento da vida?

Quando li este texto, fiquei pensando o quanto pais, avós, tios, professores, colegas, entre outros, interferem diretamente em nosso nível de capacidade.

Quando uma professora diz para um aluno: -"Vc não consegue entender isso!" A imagem mental que este aluno faz, é de fracasso e incapacidade". E se algum outro momento este aluno se deparar com algum fato parecido e não conseguir entender, haverá imediatamente um "reforço mental" destes sentimentos, formando crenças limitantes neste ser humano.

Ao contrário, se a professora dissesse para o aluno: -"Vai, eu acredito em você, sei que você pode!" A imagem mental seria diferente: de poder, de conquista e capacidade.

O pior é que fazemos isso sem pensar, impondo aquilo que "nós acreditamos" no outro.

No passado, antendi um jovem rapaz, introspectivo, com diversas crenças limitantes reforçadas ao longo dos seus 15 anos. Sua queixa era de que "não conseguia aprender". No processo terapêutico foi possível perceber "o que ele ouviu" e gerar novas possibilidades, criando sentimentos de capacidade, dando um novo significado para todas as crenças que o limitavam.

Portanto, cuidado com o seu diálogo interno e com o que se fala para as pessoas. Este é um exercício diário, mas os resultados são compensadores.

grande beijo

Fê Mion

O que acontece na primeira consulta psicológica | Vídeo com a psicóloga Fernanda Mion

Olá, tudo bem? Neste vídeo eu conto para vocês o que acontece na primeira consulta psicológica. Sei que ir a uma consulta pode ser motiv...

Postagens mais visitadas